quarta-feira, 29 de julho de 2015

O QUE É ISSO? Criaturas bizarras são encontradas na Índia


Ninguém sabe o que são, mas eles assustam muito. De acordo com jornais da Índia, pequenas criaturas não identificadas foram encontradas na última quinta-feira (23) em Jodhpur, no noroeste do país. Desde então, as imagens intrigam especialistas.


A discussão sobre a figura bizarra se dividiu em três grupos: o primeiro é formado por quem acredita que se trata de um alien; o segundo tem pessoas que dizem que a figura é um feto de animal com má formação; por fim, há os que acreditam que se trata mesmo de uma montagem.

Especialistas afirmam que há muitas chances de se tratar de um animal com má formação genética, fruto de uma mistura de dois animais diferentes. Eles afirmam, no entanto, que precisam ter “acesso” ao bicho para estudá-lo melhor.

Como a população indiana é extremamente ligada a divindades, os especialistas estão com problemas para estudar o animal. Isso porque os locais que o encontraram estão cuidando dele e se relutam muito a liberá-lo para estudos com medo de que ele seja morto ou suma.
Do Yahoo noticias

terça-feira, 28 de julho de 2015

Uma mulher deste município morreu, no dia 13 passado, devido à falta de soro antiofídico, utilizado para tratar picada de serpente.



Dois novos casos, registrados na semana passada, levaram à denúncia de problema nos estoques 
Russas. Uma mulher deste município morreu, no dia 13 passado, devido à falta de soro antiofídico, utilizado para tratar picada de serpente. O fato se deu por não haver o tratamento no Hospital Polo de Russas. A denúncia foi feita por meio da ferramenta VC Repórter, do Diário do Nordeste, após outros dois pacientes do Município de Jaguaretama, que integram a mesma Regional, também precisarem do soro, durante a semana passada. A Administração do Hospital informou que não há estoque do soro no momento.
A mulher, de 37 anos, natural do Município de Russas e residente na localidade de Timbaúba de Nossa Senhora das Dores, zona rural, deu entrada no Hospital e Casa de Saúde de Russas, unidade de referência da 9ª Coordenadoria Regionais de Saúde (Cres), às 19h do dia 11 de julho, após ter sido picada por uma cobra jararaca ao entrar em sua casa. O incidente havia ocorrido meia-hora antes.
De acordo com a enfermeira-chefe de Epidemiologia do Hospital, Telma Cordeiro, as primeiras informações coletadas com a paciente foram sobre o tempo em que ocorreu a picada, o tamanho da cobra e o local. "Essas informações são fundamentais para as etapas do procedimento. Assim podemos analisar a gravidade da situação", ressaltou.
No caso em questão, a enfermeira disse que se tratava de uma cobra adulta e que, pela forma da picada, profunda, havia mais chances de o veneno se espalhar rapidamente, o que agravaria o caso. Após análise dos sinais vitais e feitos os exames necessários, a paciente precisou ser encaminhada para Fortaleza, por não haver no hospital estoque do soro.
Má sorte
"A má sorte dela foi que, no momento, além de não haver estoque do soro, não havia aqui um técnico para que a paciente fosse encaminhada de vaga zero (medida adotada quando há demora na regulação do paciente junto à central de saúde). A Central só liberou a vaga às 2h da manhã, depois disso ela só conseguiu ser transferida às 4h da manhã do dia 12 para Fortaleza na ambulância do Serviço de Atendimento Movél de Urgência (Samu). Ela veio a óbito no dia seguinte", contou a enfermeira, ressaltando que a demora contribuiu para o agravamento do caso. "Se tivéssemos o soro na unidade, teríamos aplicado de imediato e teríamos tido mais tempo", enfatizou.
Após a morte da paciente, Telma conta que cinco ampolas do soro foram encaminhadas para o Hospital, número considerado por ela insuficiente, quando, no mínimo, deveria ter 15. Na última sexta-feira, dia 24, outros dois rapazes, do município de Jaguaretama, também foram encaminhados para Fortaleza após sofrerem picada de cobra. A dosagem disponível foi utilizada em apenas um paciente, que mesmo assim precisou ser encaminhado.
Como medida, Telma conta que informou a situação para a Coordenadora da 9ª Regional de Saúde e que informou aos diretores dos hospitais de Jaguaretama, Jaguaruana, Morada Nova e Palhano, que integram a regional, que, em casos de incidentes com serpentes, os pacientes sejam encaminhados diretamente para a capital cearense. "A Secretaria ficou de mandar mais cinco ampolas hoje (27), o que ainda não chegou. Se uma pessoa for picada por uma cobra agora, nós não temos como fazer o tratamento", alertou.
Temporada
A preocupação da enfermeira se dá pelo fato de até o próximo mês de setembro ser a temporada em que ocorrem mais incidentes com cobras. De acordo com dados do Ministério da Saúde (MS), de 2000 a 2013, foram registrados, no Ceará 8.580 casos de acidentes por serpentes, o que representa 5,3 casos para cada 100 mil habitantes. Destes, 34 vieram a óbito. Na Capital, o soro é encontrado no Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox) que funciona no Instituto Doutor José Frota (IJF).
Por meio de sua Assessoria de Comunicação, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) informou que não há falta de soro antiofídico na Coordenadoria de Assistência Farmacêutica (Coasf), responsável pela distribuição do medicamento para as coordenadorias regionais.
Acrescentou, também, que a Cres de Russas só tomou conhecimento do acidente várias horas depois da ocorrência, já para fazer a regulação da paciente e que a Secretaria da Saúde está investigando por qual motivo a Cres de Russas não foi acionada imediatamente após o atendimento da paciente, a tempo de providenciar o envio do soro para o hospital.
Mais Informações:
Hospital e Casa de Saúde de Russas
Rua Dr. José Ramalho, 1436
Telefone: (88) 3411-0147
Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa)
Av. Almirante Barroso, 600, Praia de Iracema - Fortaleza
Telefone: (85) 3101-5123
Ellen Freitas
Colaboradora
Diário do Nordeste 

Justiça suspende processo de cassação contra prefeito Flaviano Monteiro de Apodi


Foto: Josemário Alves / MH
28 Jul
12:072015

Por Josemário Alves

O processo da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que pede a cassação do mandato do prefeito de Apodi Flaviano Monteiro, foi suspenso por determinação judicial.

A determinação, em caráter liminar, é da juíza Ana Clarisse Arruda Pereira, da Vara Cível da Comarca de Apodi, atendendo ao mandado de segurança ingressado na Justiça pelo prefeito Flaviano Monteiro contra o presidente da Câmara Municipal, João Evangelista.

De acordo com a decisão judicial, o presidente da Câmara Municipal de Apodi não ratificou os ofícios expedidos ao poder executivo municipal, solicitando informações requeridas pelos vereadores que compõe a Comissão Parlamentar de Inquérito.

Em contato com o MOSSORÓ HOJE, o vereador e relator da CPI Ângelo Suassuna, disse que ainda não foi notificado oficialmente, e que está sabendo da decisão judicial somente através da imprensa.

“A Câmara está em recesso. Mas, assim que formos notificados, a assessoria jurídica vai ver qual o motivo da decisão da juíza, e se cabe recurso, a gente vai recorrer”, comentou.

Indagado se o poder judiciário não estaria interferindo nas atribuições do poder legislativo, o relator declara: “Não, de maneira nenhuma. O judiciário é pra fazer justiça”.

O MOSSORÓ HOJE tentou contato com o prefeito Flaviano Monteiro, mas foi informado de que o mesmo estaria em reunião e não poderia atender no momento.
CPI da Informação

O relatório final da CPI da Informação, que pede a cassação do mandato do prefeito de Apodi foi concluído no final de junho e tinha data marcada para ser votado no início de agosto.

Segundo os vereadores, o chefe do executivo municipal foi investigado durante 40 dias, e foi acusado de crime político-administrativo por não responder à cerca de nove documentos oficiais do legislativo, pedindo informações sobre prestação de contas da prefeitura.

Ainda em junho, o relator da CPI, Ângelo Suassuna, revelou ao MOSSORÓ HOJE que existia grande possibilidade de afastamento de Flaviano Monteiro, do cargo de prefeito de Apodi.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Ex-governador Fernando Freire já está preso em Natal



* No Minuto - O ex-governador do estado, Fernando Freire, preso na cidade do Rio de Janeiro, chegou hoje (27) ao Rio Grande do Norte, e desembarcou por volta das 12h20 no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, acompanhado de dois delegados da Secretaria de Segurança Pública do Estado (Sesed).
Fernando não desembarcou junto com os outros passageiros pelo saguão. Após chegada, ele saiu em um carro preto pelo terminal de cargas do aeroporto e foi encaminhado ao quartel do Comando Geral da Polícia Militar do RN onde ficará custodiado.

ferfreire-h1

Uma coletiva de imprensa para detalhar o caso será realizada às 14h30, na sede da Sesed, com a presença do Procurador Geral de Justiça, Rinaldo Reis e da secretária de segurança, Kalina Leite.

O caso
Fernando Freire  foi preso na orla da Praia de Copacabana, zona sul da capital fluminense. A prisão foi feita por agentes da Subsecretaria de Inteligência (SSINTE) da Secretaria de Estado de Segurança do Rio de Janeiro (Seseg). De acordo com a secretaria, Fernando Freire foi condenado por supostos desvios de recursos públicos entre fevereiro e novembro de 2002, e estava foragido da Justiça desde 2014. Existe contra ele quatro mandados de prisão expedidos pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

sábado, 25 de julho de 2015

ACIDENTE COM CRIANÇA DE 12 ANOS DEIXA UMA VÍTIMA FATAL EM ITAÚ-RN


Um acidente ocorreu no município de Itaú-RN levando uma criança de 12 anos a óbito.
O Acidente foi na RN 117 que dá acesso a cidade de Riacho da Cruz e segundo informações da Polícia Militar (Soldado Magnaldo) um veículo atropelou a crianças, onde o motorista prestou socorro, mas infelizmente a criança veio a óbito no hospital.
A Criança era filha de Gerusa, moradora do Bairro da Felicidade em Itaú-RN.

Fonte: Blog do Márcio Melo

Sentimento de tristeza e revolta: homem coloca veneno e provoca a morte de pássaros na zona rural de Upanema. Segundo a PM foi proposital


A CIPAM, comandada pelo Cabo Josafá foi até a Zona Rural de Upanema-RN, na tarde desta sexta feira 24 julho 2015, verificar uma denúncia em quê a denunciante informou que o proprietário de um sítio estaria colocando veneno em planta propositalmente para causar a morte de vários pássaros que andavam em seu sítio e o mesmo se sentia incomodado. Chegando ao local foi constatado e encontrado diversos pássaros mortos ver fotos. O acusado segundo o Cabo Josafá da Polícia Ambiental se identificou como "Zé Campina", e após assinar um T.C.O (Termo Circunstanciado de Ocorrência) na delegacia em Mossoró, pagará multa de cerca de R$ 500,00 (Quinhentos reais) para cada animal morto. A informação que ele colocou veneno propositalmente foi confirmada pela polícia. 
Do Blog: Quando pensamos que já vimos de tudo, já vivemos de tudo na vida, se deparamos com uma situação que nos deixa a beira dos nervos. E o pior de tudo, com o pensamento de refletirmos sobre a raça humana, até que ponto iremos chegar. Como uma pessoa pode odiar tanto os pássaros? como será a humanidade daqui a 100 anos com tanto ódio em seus corações? fica aqui nossa revolta e indignação.



Fonte: Blog Passando na Hora

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Lamentável...Governo suspende verbas do "Minha Casa minha vida" das famílias mais pobres!


O governo federal suspendeu novas contratações da faixa 1 do programa habitacional Minha Casa Minha Vida, a que contempla as famílias que ganham até R$ 1,6 mil por mês.
Quase 4 milhões de famílias precisam de moradia em todo o Brasil. No primeiro semestre deste ano, o governo federal contratou 202.064 mil unidades do programa de habitação popular, uma das principais vitrines da presidente Dilma Rousseff. Apenas 3,66% dessas casas popular foram destinadas às famílias da faixa1.

As contratações para esse público só ocorreram no início do ano e estavam relacionadas a contratos acertados em 2014, mas que ficaram para 2015. Na prática, o programa de habitação popular deixou de contratar moradias para o público que mais precisa dele.A orientação dada pelo governo é não fechar mais contratos para essa faixa inicial do Minha Casa, enquanto não colocar em dia os pagamentos atrasados das obras.

A grande maioria das moradias que foram contratadas no primeiro semestre deste ano será construída para abrigar famílias que ganham acima de R$ 1,6 mil, até o teto de R$ 5 mil por mês. Elas participam das faixas 2 e 3 do programa.