terça-feira, 21 de junho de 2016

A equipe da Secretaria de Comunicação e Eventos está deixando a cidade com as cores do mês de junho. ‪# Chega Logo São Pedro‬







Show de Joelma fica vazio no Maranhão e cantora passa vergonha

Pela crise financeira que atinge o país é cada vez mais comum surgirem na mídia notícias sobre artistas que não conseguem vender ingressos de show, como recentemente aconteceu com Claudia Leitte e Paula Fernandes, que tem enfrentado problemas de público em seus shows pelo Brasil. Os shows simplesmente não completam a venda de ingressos esperados e muitas vezes os espetáculos, acabam até mesmo sendo cancelados.
Segundo o site 'TVFoco', agora, a vítima da vez, foi a cantora Joelma que segue carreira solo. Em uma apresentação na cidade de Caxias, no Maranhão, no fim da noite deste domingo (19), a cantora enfrentou um sério problema: o seu show estava praticamente vazio. Apesar dos ingressos custarem apenas 20 reais, o show praticamente não teve público e as poucas pessoas presentes procuraram se aglomerar bem perto do placo.
Ainda segundo a publicação, essa não é a primeira vez que Joelma enfrenta uma baixa de público em seus shows. Por sinal, esse é um problema que tem afetado diversas cantoras, principalmente pela atual situação financeira do Brasil. O jeito mesmo foi Joelma subir no palco como profissional e fazer o famoso “carão”.

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Prefeitura de Severiano Melo confirma atrações do seu tradicional São Pedro


A prefeitura de Severiano Melo acaba de confirmar a realização do tradicional São Pedro 2016, nos dias 29 e 30 de junho com as seguintes atrações musicais em praça pública:

Dia 29
 Zé do Fole
 Brasas do Forró
Júnior Viana

Dia 30:
 Wonney Saraiva

 Os Nonatos
Anízio Jr

sábado, 4 de junho de 2016

Mossoró sofre sem representantes..




O processo de cassação de mandato do deputado estadual Manoel da Cunha Neto, o “Souza” (PHS), volta à pauta do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) na semana que entra. Ele responde por crime de abuso de poder econômico (artigo 41.º da lei 9.504/97).

Souza foi eleito com pouco mais de 20 mil votos, tendo como base eleitoral a região de Mossoró, mesmo assim, sob suspeita de se beneficiar de estrutura alheia à lei.

Se a Justiça Eleitoral abreviar o seu mandato pouca diferença fará à região que lhe confiou o voto. Até aqui a sua atuação parlamentar é sofrível sob todos os aspectos, mas, principalmente pela ausência de ação nos grandes temas de interesse da população de Mossoró e da Costa Branca, onde se concentrou a maior densidade da sua votação.

A promessa de assumir o papel de “deputado dos mossoroenses” não se concretizou. Na verdade, uma grande decepção. A pouca produtividade de Souza nesses 17 meses de mandato expõe, de forma bem clara, o tamanho do prejuízo de Mossoró não ter renovado o mandato de seus representantes natos (ex-deputados Leonardo Nogueira e Larissa Rosado) ou de eleger candidatos com origem na cidade.

O mesmo erro se estende ao deputado Galeno Torquato (PSD), que aqui recebeu mais de 13 mil votos e sequer tem andado na cidade. Aliás, Torquato, além de não fazer nada pelos mossoroenses, ainda costuma falar que pagou antecipado por cada voto recebido na Terra de Santa Luzia.

Essa decepção deve servir para o eleitor refletir na hora de sufragar um nome na urna. Abrir mão de legítimos representantes, por algum favor ou bondade de momento, é colaborar com o risco de a cidade ficar indefesa no poder. O prejuízo é enorme.

Veja que a atual legislatura da Assembleia Legislativa não tem um deputado para lutar por Mossoró. Nenhuma voz se levanta em defesa de melhorias na saúde, educação, social, infraestrutura, desenvolvimento econômico, etc. etc. etc..

Bem diferente de antes. Por cinco décadas a cidade teve representantes no Legislativo estadual, chegando a contar com até quatro mandatos na mesma legislatura. O grito da terra estava presente para dizer ao Rio Grande do Norte que a segunda maior cidade do Estado deveria ser tratada com respeito e receber os benefícios de acordo com a sua importância.

Fica a lição, não só para aqueles que vibraram com a não reeleição de um mossoroense, mas sim para toda a população que daqui a pouco será chamada para escolher outra vez os seus representantes.
Valorize o voto, respeite a sua terra.

Mega-Sena, concurso 1.824: prêmio acumula em R$ 28,5 milhões

Veja as dezenas sorteadas: 05 - 06 - 12 - 19 - 30 - 60.
Quina teve 157 apostas ganhadoras; cada uma levou R$ 14.170,67.

Cartelas de jogos de loterias. Mega-Sena. loteria, sorte, prêmio, dinheiro, bolada, riqueza, dinheiro. -HN- (Foto: Caio Kenji/G1)

A Caixa realizou neste sábado (4) o concurso 1.824 da Mega-Sena. Foram sorteadas as dezenas 05 - 06 - 12 - 19 - 30 - 60. Ninguém acertou os seis números, e o prêmio acumulou em R$ 28,5 milhões.
A Quina teve 157 acertadores. Cada um ganhou R$ 14.170,67. Outros 8.192 apostadores acertaram a Quadra. O prêmio, para cada, neste caso, é de R$ 387,97.
A estimativa de prêmio era de R$ 10 milhões. O sorteio foi às 20h (horário de Brasília), no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo (SP).
 
MEGA-SENA
CONCURSO 1824
5612
193060
Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.
Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Prefeitura divulga horários de atrações do “Pingo da Mei Dia”!


Os shows serão iniciados com a apresentação do projeto São João da Terra, que contará com as participações de Dayanne Nunes, Igor Fortunato, Priscila Sares, Tânia Turene e Ednardo. Confira as outras atrações do evento junino...


Em fase de montagem do edital, concurso da Policia Militar do RN sairá em junho!


Coronel Dancleiton Pereira, afirmou que serão abertas 2000 vagas Para Policia Militar
Nesta ultima terça-feira (08), em entrevista a um jornal local, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Dancleiton Pereira, afirmou que algumas informações para o edital do concurso da Polícia Militar do Rio Grande do Norte estão sendo preparadas por uma comissão especializada. Os editais serão para Soldado, Oficial e Área da Saúde.

O governo do Estado irá consultar informações do Itep e Polícia Civil, em conjunto com as informações da PM para a partir daí, passar para a fase de contratação da empresa organizadora do certame e trabalhar efetivamente na montagem do edital do concurso. A expectativa do comandante é divulgar o edital o quanto antes para que em junho, as inscrições já estejam disponíveis.

Quantas vagas para o Concurso da Polícia Militar do Rio Grande do Norte?

Dancleiton Leite afirmou que ao contrário do que disse anteriormente, serão abertas 2000 vagas, distribuídas para o CFSD (Curso de Formação de Soldados), aberta ao público civil com idade limite de 30 anos, tendo a disponibilidade de 1800 vagas; outras 170 vagas para o CHO (Curso de Habilitação a Oficiais) destinados a primeiros sargentos e subtenentes PM (sem limite de idade para os referidos praças), e o CFO (Curso de Formação de Oficiais), aberto ao público civil e militar, sendo que aos militares estaduais do RN não será cobrado o limite de idade. E à princípio, 30 vagas serão destinadas para o quadro da Diretoria de Saúde da PM.

Salário

Caso você seja aprovado no Concurso de Soldado, receberá R$ 2.900 mil reais após o curso formação, enquanto na função de 2º Tenente (primeiro posto na carreira do oficial), você receberá R$ 7.900 reais mensais após o curso de formação. (Valores referentes a março de 2016).

Apostilas disponíveis para todos os concursos públicos do Brasil

EFETIVO IDEAL

Segundo a secretária de Segurança Pública e da Defesa Social, Kalina Leite, a previsão para Polícia Civil é de mais de 5 mil (Hoje, são pouco mais de mil)

Na Militar, a previsão é de mais de 13 mil policiais (Hoje, tem 8 mil)

Corpo de Bombeiros, a previsão é ter mais de mil (Hoje, conta apenas com 600)

Detalhes

    Concurso: Polícia Militar do Rio Grande do Norte
    Banca organizadora: Em definição
    Cargos: Soldado e Oficial
    Escolaridade: Nível Médio e superior
    Número de vagas: 2 mil vagas
    Remuneração: Até R$ 7,9 mil
    Situação: Anunciado
    Previsão para publicação do edital: Primeiro semestre de 2016